segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Workshop de Massagem Garbhino Abhyanga e Shantala - Uma concepção Holística do Ser






Novidade chegando !
"Alguma coisa acontece com o meu coração ..."
...E a mágica acontece porque co-cria vidas encantadas. Sim, duas vidas! Como Ser Mãe que nasce, à medida em que se torna o próprio meio ambiente do seu filho que está para nascer. Mas nem todas as mulheres têm o privilégio de sentir pulsar a energia gerada dentro dela , exceto em níveis fisiológicos, sendo compreendido apenas, como um estado momentâneo gravídico que se caracteriza exclusivamente por transformações físicas, uma falta de "dimensão humana" que a mulher tem de si mesma. " Só percebi que estava grávida no sexto mês ", "Minha gravidez foi ótima! Eu nem percebi que estava grávida, nem senti dor na hora do parto " Uma dissociação ! Analogamente, uma mulher que se encontra com o corpo em gestação,que prepara outra pessoa, não deve sentir-se , fragmentada, diferenciada do seu Ser, da sua criação, não compreendendo o enorme valor do seu estado, de sua divindade, do quanto ela ocupa um espaço no universo. Infelizmente muitas mulheres não sentem a gravidez como sendo uma preparação para um extraordinário rito de passagem, porém em seu interior,  é claro que sabe da existência dessa grande mágica, pois já vivenciou tal experiência quando esteve no mesmo lugar que seu filho está hoje. Ela sentiu todas as sensações no ventre de sua mãe,enquanto se desenvolvia.
Segundo Chopra, as manifestações da dor, depressão, mágoa, violência, falta de amor por si mesmo (a) e consequentemente pelos outros se originam mesmo antes de nascermos e como consequência, o desequilíbrio é um fato no pós-nascimento, ao passo que crescemos fora do ventre materno. 
Refletir acerca do contexto da gravidez, como também sendo a transcendência de uma concepção psicológica e espiritual, é ter a oportunidade de criar a grande essência sagrada, a mágica que transformará um estado comum de gestação à iluminação que o bebê necessita sentir durante os nove meses em que nesse ventre habitar, para que se torne um ser humano equilibrado harmonizado com seu meio. 
E aprendendo a Tocar no corpo da mulher grávida , através da massagem ( Garbhini Abhyanga ) que é possível ajudá-la a perceber que as sensações físicas são ilimitadas, podendo adentrar as camadas mais profundas da sua pele, em níveis sutis do seu Ser, nutrindo-lhe com amor, carinho, e acolhimento. Fazendo-lhe perceber o quanto é especial e que vive um verdadeiro estado de Graça! 
Para o bebê que recebe a massagem shantala, o toque é o alimento da alma, a própria nutrição assim como como sua fome é para o leite materno, ao nascer. É a verdadeira confirmação afetiva que sua mãe pode lhe dar. Também pode ser um preenchimento de alguma lacuna vivenciada antes do seu nascimento. 
O toque, através da massagem, na perspectiva de uma abordagem terapêutica, pode criar condições para o ser humano desenvolver uma mente consciente, uma relação de intimidade com seu próprio corpo, com suas emoções e sua essência, porque liberta prisões ( couraças ) , porque faz vibrar energia, porque mantém a alma tranquila.

Que a Mágica aconteça! 
Namastê!

Tatiane Carvalho Mendes
Agradecimentos ao grupo União Educare por abrir seu espaço de luz para a realização desse trabalho. Minha Gratidão!!




2 comentários:

Postar um comentário